Guias originais e suas imagens ©Exploratorium www.exploratorium.edu

QUEM SOMOS


O Tinkerê é uma iniciativa não formal de um grupo multidisciplinar de educadores e pesquisadores brasileiros que estuda, discute e explora experiências de aprendizagem permeadas pelo conceito “tinkering” -  atividades exploratórias mão na massa, brincantes e espontâneas, onde o inesperado guia o processo de criação e aprendizado.

Em 2018, o Tinkerê formalizou uma parceria com o Tinkering Studio do Museu Exploratorium em São Francisco (EUA) para traduzir os seus Guias de Atividades para a Língua Portuguesa, que estão disponibilizados neste site.

Convidamos todos a explorar os guias e tinkerar conosco!

 

EQUIPE TINKERÊ

Cassia Fernandez

Educadora e pesquisadora com atuação na área de ensino de programação, eletrônica e ciências. Bacharel em física pelo IF-USP, mestre e doutoranda em Engenharia Elétrica pela POLI-USP, atualmente é pesquisadora do Centro Interdisciplinar em Tecnologias Interativas da USP (CITI-USP) e consultora científica e coordenadora de projeto do Programa FabLearn, onde trabalha na elaboração de currículos de ciências e em projetos de formação de professores.

Maria Alice Gonzales

É graduada pela Faculdade de Arquitetura e Urbanismo da Universidade de São Paulo e mestre em Ciências pelo Programa de Mestrado Profissional em Inovação na Construção Civil - Escola Politécnica da Universidade de São Paulo. Trabalha na iniciativa IRIS, no Centro de Inovação InovaUSP. É responsável por projetos de ambientes para inovação e realiza processos com equipes multidisciplinares para abordagens de design na resolução de problemas complexos, com atividades de ideação, e prototipagem de baixa resolução. Também trabalha com design gráfico  e cenografia. Trabalhou na Estação Ciência e foi pesquisadora do CITI USP.

Mariana Tamashiro

Designer formada pela Faculdade de Arquitetura e Urbanismo da Universidade de São Paulo, foi estudante visitante do MIT Media Lab no primeiro semestre de 2017, período no qual desenvolveu a pesquisa "Princípios de design para aprendizagem criativa". Atualmente é aluna de mestrado em Tecnologias Criativas na Escola de Engenharia e Ciências Aplicadas da Universidade do Colorado Boulder.

Nara Schenkel

Educadora maker e criativa, analista em políticas públicas para educação, inovadora social e especialista em implementação e gerência de espaços maker e de aprendizagem criativa em ambientes escolares. Formada em Imagem e Som pela UFSCar e com licenciatura em Artes, possui muita experiência na delicada arte de encontrar a ponta perdida da fita adesiva transparente.

Nathan Rabinovitch

Formado em licenciatura em física pela Universidade de São Paulo. Depois de atuar como professor de Ensino Fundamental 2, se especializou no desenvolvimento de materiais e currículos educacionais que integrem tecnologia, artes e criatividade. Paralelamente, possui uma startup de Edtech, desenvolve projetos cenográficos com design interativo, trabalha com fabricação digital e é pesquisador no LSI-tec da POLI-USP.

Paola Ricci

Educadora e pesquisadora com foco em aprendizagem construcionista.  Mestre em Tecnologia e Media pelo Teachers College, Universidade Columbia em NY, cursou a especialização em Infância, Educação e Desenvolvimento Social pelo Instituto Singularidades e é bacharel pela Escola de Meio Ambiente da Universidade McGill, no Canadá. Trilhou um percurso profissional que começou com design gráfico, passou por consultoria em gestão ambiental urbana, educação ambiental e mergulhou por 10 anos no universo da educação infantil como gestora/coordenadora da A Way Bilingual School. Co-criou o Instituto Catalisador onde atua como “catalisadora”, desenhando projetos e articulando parcerias. Na Avenues São Paulo é professora de Design Thinking e coordena o espaço maker do Fundamental I. 

Rita Camargo

Doutora em Ciências dos Alimentos pela FCF - USP,  mestre em Tecnologia Nuclear pelo IPEN - USP e especialista em Infância, Educação e Desenvolvimento Social pelo Instituto Singularidades. Estranho? Não…. Ela só se deu conta um pouco tarde de que o que realmente queria era contribuir para melhorar o complexo sistema da educação pública brasileira. Em 2015 co-criou o Instituto Catalisador, uma OSC sem fins lucrativos, onde idealiza e participa de projetos com o objetivo de promover uma educação com mais sentido para crianças e jovens da rede pública de ensino em São Paulo, SP. 

Simone Lederman

Pedagoga e Mestre em Psicologia da Educação pela FEUSP, formada também pelo Curso de Especialização em Administração de Empresas da FGV.

Encantada com o conhecimento, a descoberta e a transmissão, trabalhou em diferentes tipos de instituições no campo da Educação. Atuou tanto em escolas particulares (como o Colégio Santa Cruz) quanto em organizações sem fins lucrativos (como o Grupo de Apoio à Escolarização Trapézio), desenvolveu projetos no mundo corporativo (Unilever Bestfoods), no setor editorial (Callis Editora) e também no âmbito acadêmico (Instituto Superior de Educação Vera Cruz). Através do Instituto Catalisador,  encontra a possibilidade de exercer o ofício de educar nos mais diversos contextos, junto a crianças, jovens e outros educadores, compartilhando sua paixão pelas múltiplas linguagens e formas de expressão.